Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Desafio de Cinema | 52 filmes em 52 semanas

#7 Filme com o meu ator favorito

Uma vez mais, o que é hoje pode não ser amanhã... Aqui disse-vos que era o Tom Hanks, que continuo a adorar, se me perguntarem amanhã talvez vos responda Javier Bardem, ou outro igualmente bom, mas hoje a minha escolha recai sobre o Johnny Depp - que gajo mais versátil! -  e o meu filme favorito de sempre do Johnny Depp é o bem antiguinho Edward Mãos de Tesoura

 

 

Alguém que fique indiferente a este filme?

Uma espécie de Review de alguém que não percebe nada disto: As Cinquenta Sombras Livre

Não há duas sem três e já que fui ver o primeiro e o segundo filme, fazia sentido ver o terceiro para rematar a história. Mas quem quero eu enganar? Eu fiz parte daquele leque de pessoas que estava em pulgas para que saísse o último filme da trilogia! Sou fã assumida da Saga das Cinquenta Sombras de Grey! Já o disse algumas vezes: como literatura acho horrível - li 5 páginas do primeiro livro e foi o suficiente para perceber que aquele livro não era para mim - mas como filme, arrebatou-me o coração.

 

 

 

No terceiro e último filme da saga, Anastacia e Christian casam-se e apesar de inicialmente a vida do casal parecer um conto de fadas, logo se percebe que há muitas arestas a limar para que estes dois possam ser felizes. É um filme com muito mais ação: estes dois andam a ser seguidos e há alguém que quer fazer mal a Anastacia para atingir acima de tudo Christian. Neste filme Anastacia também engravida e isso vai dificultar ainda mais a história do casal pois Christian não tencionava ser pai devido a muitas questões mal resolvidas com o seu passado. Será que estes dois vão conseguir ser felizes?

 

Gostei muito deste terceiro filme. É o mais romântico dos três, há menos sexo e mais preocupação, mais carinho, mais envolvimento dos dois. As cenas de sexo são ainda mais ligeiras do que nos primeiros filmes e há zero cenas - praticamente... - de sadomasoquismo - se é que alguma vez essas cenas existiram. Gostei bastante do facto da personagem de Anastacia se ter revelado mais forte, menos submissa e mais capaz de contrariar Christian. Gostei do facto de Christian estar muito mais tolerante, muito mais carinhoso, apesar de continuar demasiado protetor.

 

Este terceiro filme vem contrariar tudo o que possa ter sido dito dos outros dois filmes: Não é um filme masoquista, não é um filme de violência contra as mulheres e é mais um filme em que há uma mulher que consegue levar a  dela avante. Ou seja: uma mulher simples, que consegue arrebatar o coração de um ricaço mulherengo, casar com ele e conseguir que este lhe seja fiel, no fundo é uma espécie de Pretty Woman mais moderno com mais sensualidade à mistura.

 

Eu gostei imenso da trilogia e adorei este filme pois claro. Sou uma romântica incurável e adoro filmes com histórias de amor com algumas peripécias à mistura, e se nesses filmes ainda existirem atores giros como o Jamie Dornan tanto melhor, ainda que ele possa ser uma personagem altamente cliché. Não quero saber. É só um filme e eu gosto de filmes clichés!

 

Quem é que daqui já foi a correr ver o último filme da saga?

Dúvidas blogoexistênciais

(imagem retirada daqui)

 

 

Por vezes andando por aqui e por ali encontro publicações que me fazem questionar a minha presença por aqui.

 

Encontro textos que me fazem pensar na relevância do conteúdo, no porquê de alguém querer saber sobre isto e aquilo e acho estúpido, alguns conteúdos são bastante aborrecidos, outros são tão estúpidos que acabam por captar a minha atenção e acabam a divertir-me. Olho para os meus textos e encontro o mesmo: conteúdo que não faz sentido e que não entendo o porquê de alguém querer ler, coisas por vezes tão pessoais que não faz sentido despertar interesse. E vou sendo comentada e as visitas têm aumentado de mês para mês. E vejo essas mesmas publicações alheias igualmente ridículas e aparentemente desinteressantes a despertar a atenção de tanta gente, e a gerar comunicação e a gerar entretenimento. E dou por mim a divertir-me com essas publicações aparentemente aborrecidas. E percebo que tantas vezes as publicações mais sérias, mais informativas, mais aparentemente interessantes não recolhem tantas simpatias, tanto interesse, e tantas vezes quase não geram comunicação. Faz sentido? Não faz!

 

Pela lógica, qual o interesse que eu posso ter num dia-a-dia de alguém que não conheço e nada me diz? É só estúpido! Mas a verdade é que me interesso. Pela lógica, qual o interesse que alguém pode ter no meu dia-a-dia se nem me conhecem? É só estúpido! Mas a verdade é que há realmente quem se interesse, quem se preocupe e por outro lado eu sou também alguém que se interessa e se preocupa. Pela lógica, as pessoas deveriam interessar-se mais quando abordamos uma temática mais política, mais DIY, mais explicativa e ou educativa, mas a verdade é que nem sempre é assim.

 

Muito já se discutiu sobre os destaques do sapo, e acho que só agora percebo a lógica. Tantas vezes textos parvos, praticamente sem conteúdo e sem relevância são destacados... Mas no fundo é isso que as pessoas lêem e gostam de ler, em detrimento de viagens de sonho, de palestras sobre a vida marinha e afins.

 

E isto leva-me a questionar: O que é que eu procuro num blog? Não faço ideia... Fugir à realidade? Perceber que as pessoas são tão imperfeitas como eu? Perceber que alguém do outro lado do país padece dos mesmos medos, sentimentos e alegrias que eu? Talvez.

 

Devolvo-vos por isso a pergunta, para que me ajudem também a responder:

 

O que procuram vocês num blog?

Lutar contra o excesso de peso # Inspiração da Semana

Desde que vos fiz o pedido para partilharem comigo histórias de verdadeiras inspirações na luta contra o excesso de peso, que tenho recebido histórias incríveis de verdadeira superação. Inspiram-me e comovem-me! Há realmente pessoas incríveis com uma força incrível! Antes de mais, muito obrigada por me lerem e por confiarem em mim os vossos testemunhos.

 

A história desta semana é de uma leitora que preferiu manter o anonimato. Vamos chamar-lhe L. Não um "L" de Liliana, nem um "L" de Laura, um L de lutadora!

 

Esta é então a história da L.

 

Olá,

 

Eu sempre fui "grande" e nunca me incomodou esse facto, mas nas fotos de Natal e com 40 anos, além de me ver grande como sempre fui tinha bochechas, e isso não podia ser porque sempre tive a cara "fininha".

 

Por isso em janeiro, fui a uma consulta de nutrição e não gostei da "sentença", tinha uns bons quilitos extra, teria que emagrecer cerca 15Kg para voltar ao "normal" e sair da linha vermelha.

 

Toda a gente me dizia que não, que era um exagero meu, que eu fazia ginásio 3 a 4 dias na semana e que era músculo, pois pois, mas a balança não engana e as análises também não e as coisas não estavam a ficar boas.

 

Hoje, com 42 anos posso afirmar que estou melhor do que aos 20 (pelo menos sinto), pois já não tenho peso a mais e estou "normal", continuo a ir ao ginásio, se calhar não tanto como antes e deveria, mas principalmente já não preciso de medicação, como antes, para as minhas articulações.

 

Resumindo, chegar aqui pode não ser propriamente um mar de rosas, mas sabe tão bem ver os resultados. Agora vem o difícil, que é manter-me saudável.

 

A L. tocou em dois pontos muito importantes:

Primeiro há uma espécie de choque que despoleta um ponto de viragem: o meu caso foi aquela primeira consulta de nutrição um tanto por desporto e a vontade de ser mãe, na L. foram as fotos de Natal. Acho que este ponto de viragem é muito importante porque apesar de existir devido a um choque, é aquele nos vai dar forças para continuar quando nos apetecer desistir.

 

O segundo ponto em que a L. toca que também é muito importante é que o difícil não é o perder peso, é o manter, é o continuar e por isso lutar contra o excesso de peso é muito mais do que emagrecer, é manter, é resistir e lutar diariamente, porque quem tem tendência a ter excesso de peso, vai sempre ter de ter cuidados e a luta é... para sempre! Eu infelizmente há dois anos e meio atrás - mais coisa menos coisa - emagreci cerca de 10kg... Mas infelizmente recuperei tudo com bonus. Deveria de bater em mim mesma por ter perdido o juízo!

 

Muitos parabéns L. E que te mantenhas sempre saudável. Hei-de me juntar a ti nessa manutenção!

 

______________________________________

 

Partilhem a vossa história comigo. Enviem-me os vossos testemunhos por email para desabafosdamula@hotmail.com e aqui a Mula em altura oportuna partilha os vossos testemunhos aqui no blog. Testemunhos esses que poderão ajudar tanta gente na mesma luta. E se não quiserem que a vossa identidade seja revelada não há problema e que não seja esse o motivo da não partilha, digam-me, e o testemunho será publicado de modo totalmente anónimo. Vamos ajudar as pessoas a serem mais saudáveis?

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.