Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Semana 12 - Desafio 365 Fotos

1490528642325.jpg

 

Esta foi uma boa semana: uma semana de resoluções, de recomeços, de muito cansaço e noites mal dormidas, mas foi uma semana muito boa que espero que se mantenha assim durante meses e meses. 

 

Foto 1- Fui pela primeira vez à loja quem disse, bernice? comprar uma base líquida de baixa/média cobertura e adorei a loja. Não sei se já visitaram mas é uma loja muito amorosa, as meninas foram muito simpáticas e ajudaram-me a escolher o que queria informando-me a melhor maneira de tirar melhor partido da base e tudo. Gostei muito e tenciono regressar para comprar mais uns miminhos.

 

Foto 2- A chuva não nos tem largado, e já sabem que gosto das cores que a chuva deixa nas flores.

 

Foto 3- E a meio da semana decidi fazer uma tarte para minimizar o cansaço do trabalho novo. Cansada mas de bucho cheio, a Mula é uma Mula feliz. Esta receita podem encontrar aqui, e é de chocolate e frutos silvestres.

 

Foto 4- Tive de ir fazer a manicura longe do meu local habitual. Fiquem desse lado amanhã para vos contar a experiência horrenda que tive na Jean Louis David!

 

Foto 5- Estive a ver umas fotos antigas e encontrei esta que expressa bem a ideia que tenho de Bruxelas: modernidade.

 

Foto 6- Com os primeiros raios de sol a regressar regressam também as aves felizes.

 

Foto 7- Esta é apenas uma experiência, adoro vidros partidos e decidi perceber o efeito que isso dá. Eu gostei! ^_^

 

 

insta.jpg

Curtas do dia #586

A minha reação quando estou de folga, faço planos para dormir o dia todo e acabo a acordar cedo na mesma, só porque "ah e tal o relógio biológico" e o caraças....

 

 

Óbvio que me virei para o outro lado e voltei a dormir!

 

P.S.: Continuo a achar que deveríamos de vir incorporados com uma espécie de botão on/off, que nos faria desligar a uma determinada hora e à hora programada acordar sem problemas nem senãos.

A Mula também experimenta coisas e fala sobre isso #10 Pink Paris Cosmetics

Lembram-se do lema: A Mula experimentou, não gostou, fala na mesma? Cá vai a Mula!

 

A Mula adora pechinchas, e agora que estava desempregada e com novos vícios, graças aos vlogs do demo, pior. E encontrei uma grande pechincha no meu site de compras online favorito, que vocês já sabem: Showroomprive, de uma empresa que desconhecia da qual nunca tinha ouvido falar mas que, me inspirou alguma confiança: A Pink Paris Cosmetics e fiz uma encomenda, só com coisas baratinhas para experimentar, e eis que descubro que há pechinchas que não valem os cêntimos que lhes damos.

 

Bem sei, que coisas baratas não se equiparam a coisas caras, ainda que hajam coisas baratas com elevada qualidade, pensei que poderia estar perante essa situação, mas não. Vocês, meninas que andam pela Showroomprive, um conselho que vos dou é, não desperdicem os vossos cêntimos, não vale a pena.

 

Eis a minha encomenda, para respetiva crítica.

 

Pink Paris Cosmetics.png

 

Nem sei por onde começar... Comecemos pelo início então.

 

Rimmel Azul

Gostei do rimmel, gostei da cor discreta que quase não se nota que é azul mas que dá um quê diferente e que tenciono usar e abusar durante o verão, no entanto o material quer da embalagem exterior quer do pincel é muito má, muito má, e até a qualidade da tinta é má e que não é muito fácil de espalhar de modo a que se veja alguma coisa, mas pronto, tendo em conta que custou 2,30€ acho que não posso reclamar muito. É super difícil de sair também - e olhem que eu uso sempre rimmel à prova de água e não costumo ter dificuldades em retirar... - e fica cheio de bolinhas de sujidade na cara. Mas olhem gosto da cor e tenciono voltar a usar, pelo que dentro destes produtos todos não é o pior.

 

Eye-liner

Uma vez mais a qualidade do material é assustador, tentei aplicar, e apesar de eu não conseguir fazer um risco direitinho que nada tem a ver com o material em si, a verdade é que até consegui fazer um risco porreiro tento em conta que o pincel é bastante rígido e fino o que ajuda, mas... é demasiado líquido, borrata tudo e escorre, quando fui a ver estava toda negra. A grande vantagem é que é fácil de retirar, um pouquinho de água micelar e um algodão e está resolvido. Não aconselho nem um pouco, nem por 1,80€, é dinheiro deitado completamente ao lixo.

 

Paleta 12 sombras Nº 135

Eis que há algo aceitável no meio desta encomenda. Fazem quase lembrar as maquilhagens das crianças e se não tivermos cuidado com a aplicação todas nós somos brilhos e brilhantes, mas gostei das cores, a durabilidade não posso testar porque tenho pele oleosa e não há nada que dure efetivamente o dia todo. Quando comprei a paleta não tive em atenção e é só cores brilhantes e o que eu queria era cores mate, mas isso é erro meu, mas apesar de tudo gosto da variedade de cores, gosto das cores em si e com cuidado aplica-se relativamente bem o produto e é também fácil de remover. Custou 1,80€ e tendo em conta o preço, foi uma boa compra.

 

Pó Compacto

É o único produto da encomenda que não consigo avaliar convenientemente porque nunca tinha usado pó compacto por isso não sei como é que é suposto que ele seja. O que eu noto, e não sei se é suposto, é que ao sol se nota demasiado que o temos, e parece que exageramos na base que colocamos, ainda que no interior não se note. Não me impede nada, nadinha os brilhos da pele, apesar de manter a pele relativamente seca por uma boa meia hora/uma hora. Faz muito lixo a aplicar, o pó para compacto parece-me muito pouco compacto e solta-se demasiado mal se encosta o pincel. Não gostei, mas é como digo, não tenho termo de comparação.

 

Conjunto de 6 pincéis

Aqui é que a porca torce o rabo. É o pior de todos os produtos deste conjunto. Nunca vi nada tão mau. Há inclusivé pincéis que vêm descolados. O pincel grande, eventualmente para base ou blush solta as cerdas de uma forma assustadora, depois de aplicar o blush olhei para a minha cara e estava carregadinha de pêlos do pincel e o lavatório todo carregado deles também. Não os queria nem que fossem de borla porque não servem para absolutamente nada. Se os outros produtos não prestam mas dão para utilizar, estes pincéis nem isso, foi a pior compra de sempre.

 

Já demonstrei o meu desagrado com a marca junto da showroomprive, porque acho que são este tipo de compras que faz uma pessoa ficar desanimada com esta loja online, ainda que eles sejam apenas intermediários entre as marcas e o cliente, mas efetivamente acho que mancha a reputação. Pink Paris Cosmetics, nunca mais.

Há coisas do caraças!

Ontem fui às compras depois do trabalho, extremamente cansada. Dirijo-me ao local dos carrinhos. Procuro a moeda. Não tenho moeda. Tento procurar uma máquina que me trocasse uma moeda de 2€. Não há. Vou ao balcão de informações para que me troquem a moeda ou me dêem uma ficha. Está fila. Tiro ticket. Espero 10 minutos para ser atendida. Farto-me de estar à espera. Vou ter com o senhor que lá estava e peço se me pode trocar a moeda. O senhor dá-me uma ficha. Chego finalmente aos carrinhos, era o último... Conclusão, está solto, não é preciso moeda!  

 

É que só a mim! Fico cansada só de me lembrar. 

A justiça às vezes é justa

Tudo se começa a resolver, porque tudo nesta vida se resolve!

 

O meu percurso em tribunal contra a entidade patronal não estava simplificado.

 

Puseram-me a chorar, infelizmente não uma, mas duas vezes. Senti que a justiça que deveria de ser justa não me estava a ajudar. Os advogados matreiros do outro lado estavam a conseguir a simpatia de quem me queria ajudar. Na primeira tentativa de reconciliação nem me deixaram falar, não me deixaram explicar, ninguém quis saber o meu ponto de vista, o que tinha a dizer sobre o assunto, limitei-me a ouvir e a calar e ainda a passar por mal educada, de certa forma. Comecei a ver que a minha situação não se iria resolver facilmente. Coloquei-lhe uma sentença negativa logo à partida. O que aconteceu depois também não ajudou à minha simpatia pela dita justiça. Nada estava a colaborar, tinha literalmente o peso do mundo nas minhas costas e ninguém estava a querer colaborar. Mas já tinha começado a guerra, e sabem como eu sou teimosa. Até poderia perder, até poderia ficar sem um cêntimo e ainda arcar com as custas judiciais, mas já era uma questão de orgulho. Soubessem as vezes em que pensei desistir... Mas logo me lembrava do que me tinham feito! Logo me lembrava do quanto me tinham tramado e tentado atrofiar a vida, e subia por mim acima uma raiva... Eu simplesmente não podia desistir!

 

Até que parece que a nuvem negra que sobre mim sobrevoava se afastou. Outros ventos surgiram.

 

Do nada, e sem que nada o fizesse prever, o Procurador do Ministério Público quis-me ouvir, só a mim, sem gritarias, sem advogados matreiros. Só o meu testemunho, só as minhas palavras, só as minhas explicações. Algo deve ter feito um click talvez. Aquelas pessoas que me tinham sido bruscas desencorajando-me a seguir com o que eu pretendia, dizendo-me tantas vezes que não ia dar em nada e que eu não iria receber um cêntimo, finalmente pareciam estar a ficar mais simpáticas comigo. Fui ouvida, fui compreendida.

 

Nova audiência.

 

E pela primeira vez fui defendida como até agora nunca tinha acontecido. Houve, de um momento para o outro e sem aviso prévio uma mudança daquele que estava ao meu lado, que passou a estar efetivamente do meu lado, tomou as minhas dores, e pela primeira vez não se deixou cativar pelos advogados que do outro lado se opunham e me tentaram desacreditar.

 

Na primeira audiência saí de lá com os olhos rasos de água e com a alma desfeita em frangalhos, desta vez saí de lá com um sorriso rasgado no rosto e com o sentimento de dever cumprido.

 

Afinal ainda se faz justiça em Portugal. Diz-se que a justiça tarda mas não falha. Efetivamente tardou, mas não falhou.

 

Por tudo isto vos digo: Mesmo quando vos dizem para não lutarem porque não têm hipóteses, lutem! Mesmo quando vos pedem para se calarem porque a vossa voz incomoda, gritem! Mesmo quando vos pedem para desistir porque à partida está perdido: NUNCA DESISTAM!

 

Palavra de Mula!

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.