Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos da Mula

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos.

Desabafos da Mula

Alfabeto Literário #C Citação literária preferida

Citação literária preferida:

Como eu tenho medo destas questões... Medo mesmo, daqueles medos a sério... Medo de começar a pôr citações, citações, citações e não mais neste blog restar espaço para a Mula que o escreve. Acho que não há passagens favoritas de todo o sempre, direi mais que há citações favoritas de cada livro que se lê. Escolhi uma passagem que me marcou muito do Para onde vão os guarda-chuvas, mas a verdade é que poderia ser muitas outras passagens de muitos outros livros.

 

IMG_20170714_195912_185.jpg

 

 E a vossa é qual?

 

________________________________

 

Por 26 dias, eu, a Magda, a Just, a Maria João Covas, a Sofia Gonçalves, a Alexandra, a Drama Queen, a Caracol, a Gorduchita, a B♥, a Sandra.wink.winka Fátima Bentoa Happya Carla B. e a Princesa Sofia  responderemos a 26 perguntas sobre livros, tendo como mote o alfabeto. Às 14h das segundas, quartas e sextas, cá estaremos com este desafio. Não se esqueçam de visitar os restantes blogs para verem as várias respostas.

 

Boas Leituras!

Coisas que me deixam com os nervos em franja

Pessoas que acham que o mundo gira em torno das suas convicções:

Cliente: A sério que o seu colega não podia esperar mais cinco minutos? Parece que estão sempre com pressa para ir embora!

Mula: O colega tem um horário de trabalho e cumpriu-o... O senhor é que deveria ter chegado mais cedo.

Cliente: Eu toda a vida trabalhei horas extras sem receber um cêntimo e nunca me queixei! Se eu fosse patrão do seu colega, comigo ele não levava subsídio nenhum!

O cliente disse que nunca se queixou por não ter recebido horas extras, mas a mim pareceu-me este desabafo um certo queixume. 

 

E já agora... Qual seria o subsídio que ele não pagaria ao meu colega? O de refeição que é obrigatório por lei? O de férias obrigatório por lei? Ou o de Natal obrigatório por lei?

 

Só sei que o país está como está, devido a pessoas como este senhor: que acham que deveria de ser obrigatório trabalhar para além da hora e trabalhar para além da hora sem receber, para que depois existam pessoas como este senhor que possam não cumprir de todo um horário, porque neste mundo devem existir trastes, meros empregados para servirem pessoas que se julgam mais importantes que os demais.

 

E eis que a Mula ganhou mais alguns cabelos brancos!

Alfabeto Literário #B Bebida preferida durante a leitura

Bebida preferida durante a leitura:

Bebida favorita para qualquer altura ou situação, na realidade: Chá! De preferência de menta ou hortelã.

 

 

Só tenho pena que agora no verão não saiba bem beber quentinho, a fumegar, bem docinho - com açúcar, nada de mel - e com umas bolachinas de manteiga a acompanhar!

 

E qual é a vossa bebida favorita para as leituras?

 

________________________________

 

Por 26 dias, eu, a Magda, a Just, a Maria João Covas, a Sofia Gonçalves, a Alexandra, a Drama Queen, a Caracol, a Gorduchita, a B♥, a Sandra.wink.wink, a Fátima Bento, a Happy, a Carla B. e a Princesa Sofia  responderemos a 26 perguntas sobre livros, tendo como mote o alfabeto. Às 14h das segundas, quartas e sextas, cá estaremos com este desafio. Não se esqueçam de visitar os restantes blogs para verem as várias respostas.

 

Boas Leituras!

Lutar contra o excesso de peso #7

 

Na quinta-feira foi dia de pesagem. Após um casamento, um dia seguinte de puro deleite e após uma semana de baixa. foi dia de pesagem. Ou seja, após passar duas semanas a comer muito e a mexer-me pouco foi dia de pesagem. Tinha tudo para correr mal, terrivelmente mal.

 

Antes do casamento tinha perdido meio quilo, apesar de estar de baixa e de me mexer muito pouco, e apesar de ter cometido algumas facadinhas na dieta, a verdade é que consegui perder algum peso, no entanto no casamento de terça-feira tenho noção de que recuperei tudo o que perdi, e a balança não o negou.

 

Eu conhecia as regras para sobreviver a um casamento:

  • Bebidas: preferencialmente água, mas podia ser um copo de vinho ou coca-cola zero. Apenas uma ou duas bebidas brancas.
  • Entradas: Só o que coubesse num prato de sobremesa. Nada de empilhar.
  • Pratos principais: Podia comer o prato de carne e o de peixe, mas sem os hidratos de carbono.
  • Sobremesa: Fruta, muita fruta. Eventualmente um docinho ou dois - pouca quantidade - do que mais gostava e a respetiva fatia do bolo dos noivos.

 

Até começou bem. Nas entradas comi salada, dei um saltinho à mesa dos queijos mas não cometi excessos, comi um pouco de orelheira - que adoro, adoro, adoro - e nem me cheguei para a mesa dos mariscos. Bebi apenas um gin nas entradas e tudo corria lindamente. Passamos para o prato principal, comi um pouco de bacalhau - apenas uma batitinha à murro - e quando veio a carne o mesmo aconteceu: apenas uma batata e um pedaço pequeno de carne. Fiquei bem. Bebi vinho à refeição - ainda que mais do que o copo recomendado - e a coisa estava a correr muito bem.

 

Eis que abriram a mesa do demo. Abriram a mesa das sobremesas, com tudo o que adoro: cheescake, semifrios vários, mousse e até a fruta estava acompanhada por uma fonte de chocolate - digam lá que não é maldade colocar uma fonte de chocolate, belga pareceu-me, num casamento com pessoas em dieta e dizerem-lhes para comerem apenas fruta, saudável. Aqui tudo o que tinha para correr mal correu. Comi só um pouco de cada.... Mas comi praticamente de cada, enchi o prato duas vezes, fiquei pronta para rebolar. Ainda fui fazer uma pequena caminhada, mas obviamente que não foi nada tendo em conta o que comi. O problema continuou noite a dentro com as bebidas alcoólicas e parou apenas com o caldo verde e alguns enchidos de madrugada, na altura da ceia.

 

Sim, no fundo tudo o que tinha para correr mal correu. E no dia seguinte não foi diferente. No dia seguinte comi pão, muito pão. Cheguei a casa e fiz aproximadamente 20km de bicicleta, tinha que tentar minimizar de alguma maneira o estrago que tinha cometido, já que a balança acusava 1kg a mais - ainda que bem sei que pesando-me à noite os valores não são reais - e eu só imaginava que no dia seguinte de manhã a balança ia acusar pelo menos mais uns 500g.

 

A caminho da consulta eu só pedia que tivesse perdido nem que fossem 100g, só pedia que não tivesse engordado nem que fosse uma só grama.

 

Perdi 200g, o dobro dos meus desejos - para a próxima peço 500g a ver se perco 1kg! - e ainda perdi 4 cm na barriga e 3 cm na anca. Claro que voltei a diminuir a massa muscular - pela falta de movimento - e aumentar um pouco a massa gorda - e talvez por isso tenha perdido peso, porque a massa muscular é mais pesada que a massa gorda -, mas ainda assim os resultados não foram tão desastrosos como estava à espera, tendo em conta as circunstâncias.

 

Parece-me por isso possível sobreviver a um casamento, mas se pudermos ter mais tino, tanto melhor. Vou tentar não cometer os mesmos erros no próximo - que é já em Setembro - e muito menos marcar a pesagem para um dia após o enfardamento exagerado de doces e álcool. O ideal é pesar-me antes, mesmo antes, para depois ter pelo menos duas semanas de manobra. Até nisto das dietas temos de ser manhosos.

 

Agora vou estar 4 semanas sem lá ir que ela está de férias. Porque confia plenamente em mim - #sóquenão - receitou-me dois dias de detox por semana, onde nesses dois dias não entram hidratos - vou tentar fazer nos dois dias da folga. Nunca os fiz, vamos ver como corre, mas diz quem experimentou que é muito bom para limpar o organismo e perder bastante peso, ainda que seja um peso que seja fácil de recuperar e por isso exige cuidados.

 

Já alguém fez algum detox?

 

A correr muito bem, no dia 5 de Setembro - próximo dia de pesagem - deveria de estar com uns 72kg, a correr bem, deveria de estar com 74kg, a correr mal... Nem vou pensar nisso porque vai no mínimo correr bem. 

 

Já sabem, continuem a rezar por mim!

 

E a luta das meninas que lutam comigo, como vai?

Semana 32 - Desafio 365 Fotos

1502622492379.jpg

Foto 1- Espaço da quinta onde fui ao casório na terça-feira. Um espaço lindíssimo, perfeito para umas boas caminhadas após as refeições fartas.

 

Foto 2- Pausa para descanso do casório junto à quinta. Foi um dia fantástico.

 

Foto 3- Ainda na aldeia, quarta-feira foi dia de ir aos figos. Aliás, de alguém ir aos figos por mim, que eu só os comi! Tão saborosos, tão bons! Descobri depois no dia seguinte com a nutricionista que não devem ser comidos por quem está de dieta... 

 

Foto 4- No regresso a casa, porque tudo o que é bom também acaba, um dos fogos que vi, este bem mais longe, ainda assim assustador.

 

Foto 5- Uma pausa para café, com o meu adorado pastel de nata, tem ser, e o que tem de ser tem muita força.

 

Foto 6- Pequeno almoço saudável de sábado. Já não sabia o que era trabalhar aos sábados, por isso há que reforçar o pequeno almoço: aveia com iogurte, pêssego e sementes de papoila.

 

Foto 7- A matar saudades deste petisco infantil que adorava em miúda e que me soube que nem ginjas em adulta. Só que antigamente ia tudo para a alma, agora vai tudo direitinho para as ancas.

 

insta.jpg

Desabafos do quotidiano, por vezes irritados, por vezes enfadonhos, mas sempre desabafos. Mais do que um blog, são pedaços de uma vida.